Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica
Hospital Geral da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro

Resumo de Reunião Clínica
 
 Data Supervisor
 02.05.2013 Dr. Decio Tenenbaum

Um homem de pouco mais de cinquenta anos, casado e com filhos já adultos, que procurou o ambulatório de clínica médica com queixas de cansaço e desânimo, foi encaminhado para atendimento pela Psicologia Médica com o diagnóstico de depressão. Na entrevista inicial foi evidenciado que a vida do paciente mudou depois dele ter perdido o emprego, no qual trabalhara, com orgulho e satisfação, por mais de 10 anos. Logo após perdeu a sogra e nunca mais conseguiu se estabilizar em um novo trabalho. Na entrevista, o paciente mostrou-se preocupado com o futuro dos filhos que ainda dependem financeiramente dele. O paciente não deu início ao tratamento.
A partir da discussão sobre alguns aspectos técnicos referentes ao encaminhamento para tratamento psicológico e às entrevistas iniciais, abordou-se o papel e a importância do estabelecimento do vínculo terapêutico.





















retorna