Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica
Hospital Geral da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro

Resumo da Reunião Clínica
 
 Data Supervisor
18.06.2009 Dr. Giorgio Trotto
Um homem de 30 anos, casado e pai de dois filhos, foi internado com um quadro de perda dos movimentos dos membros inferiores, iniciado há dois meses com fraqueza nas pernas e foi-lhe diagnosticado esclerose combinada de medula por deficiência crônica de vitamina B12. O início da sintomatologia se deu assim que chegou ao Rio de Janeiro, proveniente de sua cidade natal no nordeste para aqui trabalhar. O acompanhamento do paciente pela equipe de Psicologia Médica foi solicitado porque o paciente estava ansioso, com medo de não mais poder trabalhar. Contou que perdeu o pai aos doze anos e desde então trabalha para ajudar no sustento de sua família. Disse ter sido o filho mais apegado ao pai, sente muita falta dele até hoje e se esforça para ser um ótimo pai para os filhos e um apoio para todos os seus familiares. Tornou-se muito religioso há sete anos, após sofrer uma queda que o deixou sem conseguir andar por um tempo. O paciente começou a apresentar remissão dos sintomas após a vitaminoterapia e a fisioterapia terem sido iniciadas, e saiu de alta para dar sequência ao tratamento em regime ambulatorial.

O caso apresentado serviu como modelo para se entender como a psicodinâmica pode contribuir para o adoecimento. Psicodinamicamente, trata-se de um homem no qual a perda o pai na época em que a identidade de gênero se estabelece o deixou frágil neste aspecto de sua personalidade. Como defesa, reprimiu o ressentimento pela perda e estabeleceu uma forte identificação com o pai, com um colorido ambivalente. A culpa inconsciente decorrente do ressentimento contribuiu para o paciente desenvolver uma tendência autodestrutiva que se expressa por uma falta de cuidado pessoal, levando-o a se acidentar e a se alimentar inadequadamente, o que acabou provocando a hipovitaminose B12 e a esclerose da medula.

retorna