Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica
Hospital Geral da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro

Resumo da Reunião Clínica
 
 Data Supervisor
29.01.2009 Dr. Sergio Costa Almeida
Um rapaz de pouco mais de vinte anos foi internado para diagnóstico etiológico de um derrame pleural. Ficou internado apenas uma semana e teve  uma única consulta com a psicóloga da equipe de Psicologia Médica associada à enfermaria porque assim que a equipe ficou sabendo que o paciente fazia uso regular de medicação psiquiátrica solicitou um parecer psiquiátrico e deu alta ao paciente logo após a conclusão do referido parecer, que coincidiu com a elucidação etiológica do derrame pleural: tuberculose pulmonar. Na consulta com a psicóloga o paciente se mostrou bastante retraído, desconfiado e pouco cooperativo. Contou que vinha fazendo tratamento psiquiátrico desde seus quinze anos, quando começou a pensar que as pessoas o perseguiam, passou a ouvir vozes e a ficar fechado em seu quarto com as luzes apagadas para que nada o perturbasse. O parecer apontou o diagnóstico de esquizofrenia hebefrênica e o paciente recebeu alta antes que houvesse a possibilidade de se estabelecer um acompanhamento ambulatorial pela Psicologia Médica.

Após ter sido feita a distinção entre os objetivos do trabalho psiquiátrico no hospital geral, conhecido como Psiquiatria de Ligação, e os objetivos do trabalho psicológico em um hospital geral, que tem duas vertentes distintas: a Psicologia Hospitalar e a Psicologia Médica, discutiu-se o atendimento a pacientes com distúrbios psicóticos num hospital geral.

retorna