Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica
Hospital Geral da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro

Resumo de Reunião Clínica
 
 Data Supervisor
25.09.2008 Dr. Abram Eksterman

Um homem de quase cinqüenta anos, casado e pai de duas filhas, veio para o Rio de Janeiro atrás de tratamento para a sua filha mais velha de cinco anos, portadora de um neuroblastoma. Há duas semanas, durante o processo quimioterápico da filha, apresentou episódio anginoso caracterizado por uma forte dor nas costas. Foi internado e os exames evidenciaram uma importante obstrução coronária já com comprometimento do ventrículo esquerdo do coração. Foi submetido à angioplastia com sucesso e no momento se prepara para dar continuidade a seu tratamento em regime ambulatorial. Graças ao sucesso da quimioterapia, a filha foi liberada para realizar um transplante autólogo, etapa subseqüente do tratamento desse tipo de câncer.

A discussão girou em torno dos episódios de desorganização do ego ou de adoecimento orgânico que acontecem em situações, tanto de sucesso quanto de fracasso, nas quais a organização defensiva da pessoa não foi suficientemente eficaz para lidar com uma experiência intensa ou com uma mudança brusca da vida. A partir do comportamento e das características pessoais do paciente, que aqui não puderam ser relatadas por razões de sigilo, chegou-se à conclusão de que a organização defensiva do caso em discussão foi do tipo falso-self.

retorna