Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica
Hospital Geral da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro

 

Resumo de Reunião Clínica
 
 Data Supervisor
13.10.2005 Dr. Giorgio Trotto

Uma moça de 18 anos veio encaminhada para tratamento ambulatorial por apresentar quadro de enurese noturna. Apresenta este sintoma desde a infância, o que a tornou uma criança e, depois, uma adolescente envergonhada e com poucas amigas. Ainda bebê foi dada para ser criada por uma tia porque sua mãe a teve quando adolescente e não tinha condições de criá-la. Vive, desde então, com seus pais e irmãos adotivos. Sempre teve muito pouco contato com sua mãe biológica, que tem outros filhos de outros homens. Sua mãe adotiva sempre foi muito rígida com ela e sempre a proibiu de sair e de namorar, ameaçando-a de que, se assim o fizesse, acabaria como a mãe biológica, vulgar e com uma vida sexual descontrolada. Por sua parte, a paciente nunca conseguiu enfrentar essas proibições, mesmo considerando-as injustas, e também nunca demonstrou interesse em namorar.

Frisando-se que a enurese está entre as doenças mais estudadas pela medicina psicossomática, ressaltou-se a vinculação dessa enfermidade com o desenvolvimento da sexualidade. Em seguida, discutiu-se o drama identificatório da paciente com sua mãe biológica, figura desvalorizada por seu comportamento sexual. Foi assinalado que a sintomatologia da paciente estaria situada na confluência entre o desenvolvimento interrompido da sexualidade e seu drama de legitimação como filha. Finalmente, debateu-se a condução do tratamento psicoterápico, em regime ambulatorial, da paciente. Foi assinalado a importância de se abrir espaço para a paciente falar de sua sexualidade de maneira objetiva, como devem ser tratados os fatos da vida, sem a excessiva moralidade da mãe adotiva e sem a falta de moralidade da mãe biológica, possibilitando-se assim a retomada do desenvolvimento de sua sexualidade. Tal fato também contribuirá para diminuir a necessidade de legitimação da paciente, na medida que estará se legitimando como paciente.

retorna