Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica
Hospital Geral da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro

 

Lucros primário e secundário da doença
 

Definição
Designa as satisfações e vantagens advindas da doença.
O lucro primário está relacionado com as motivações da doença, portanto diretamente ligado às satisfações libidinais advindas do sintoma, da fuga para a doença e das modificações das relações decorrentes da doença.
O lucro secundário aparece com a doença já constituída, portanto é posterior ao primário e decorre das vantagens que a pessoa pode ter da doença já instituída (satisfações narcísicas e ligadas à auto-conservação).

Histórico
A teoria psicanalítica propõe que todo sintoma mental funcional é uma forma deformada da realização de um desejo inconsciente, portanto há sim uma satisfação libidinal na doença, o que é evidenciado pela resistência ao tratamento. O sintoma também evita o aparecimento de conflitos (é a “fuga para a doença”) e acaba modificando os relacionamentos interpessoais numa direção inconscientemente desejada pela pessoa doente.
Além disso, existem outros tipos de vantagens pessoais que podem ser obtidas a partir da doença, como as vantagens pecuniárias.
O tema é discutido por Freud nos artigos Fragmento da análise de um caso de histeria, Conferências Introdutórias sobre Psicanálise e Análise terminável e interminável (Edição Standard da Obra Psicológica Completa de Sigmund Freud, vols. VII, XV e XXIII ; Ed. Imago, R.J.).

retorna