Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica
Hospital Geral da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro

 

Identificação com o agressor
 

Definição
Mecanismo de defesa descrito por Anna Freud, através do qual a pessoa identifica-se inconscientemente com o seu agressor, assumindo, desta forma, o papel de agressor consigo próprio ou com outras pessoas

Histórico
A identificação com o agressor e a renúncia altruísta, descritas por Anna Freud em 1936 em seu livro “O Ego e os mecanismos de defesa” foram os dois mecanismos de defesa não descritos por Freud. Para Anna Freud, a identificação com o agressor está na origem do superego, pois para esta autora a principal fonte do superego é a agressão externa, enquanto que para Melaine Klein é a agressão interna, ou seja, a pulsão de morte.

Clínica
Através da identificação com o agressor (pessoa) ou com a agressão (ação exercida pela pessoa temida) consegue-se transformar a angústia/ansiedade desencadeada pelo objeto temido em segurança e, ao mesmo tempo, sair da posição de passividade, geralmente associada com sentimentos de fragilidade, vitimização e humilhação, para a de atividade, geralmente associada com sentimentos de força, competência e poder.
A Síndrome de Estocolmo é um tipo de identificação com o agressor.

retorna