Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica
Hospital Geral da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro

 

Id
 

Definição
Uma das três instâncias descritas por Freud em sua segunda teorização sobre o aparelho mental.

Histórico
Originalmente, o termo Id foi criado por Georg-Walther Groddeck (1866-1934), médico alemão, membro da Sociedade Psicanalítica de Berlin e um dos precursores do uso da Psicanálise em pacientes somáticos.Foi introduzido na teoria psicanalítica por Freud nos anos 20 do século passado quando remodelou sua teoria sobre o aparelho mental, que ficou conhecida como segunda tópica.
Enquanto que na primeira tópica o sistema inconsciente (Ics) era constituído pelo material reprimido, por certos conteúdos herdados filogenéticamente e outros inatos, o Id abarca estes mesmo conteúdos, mas não mais tudo que é inconsciente, pois nesta remodelação tanto o ego quanto o superego têm certas funções que são inconscientes.

Caracterísiticas
Seu conteúdo é formado pelas representações das pulsões, é inconsciente e em parte herdado e inato e  em parte reprimido.
Do ponto de topográfico, é o polo pulsional da vida mental e seus limites com o biológico e com as demais estruturas mentais não é tão nítido quanto era entre os sistemas da primeira tópica.
Do ponto de vista econômico, é o reservatório da libido.
Do ponto de vista dinâmico, é regido pelo processo primário de pensar e sua força principal é a compulsão à repetição, decorrente da atração que os protótipos inconscientes exercem sobre o material reprimido.

retorna