Centro de Medicina Psicossomática e Psicologia Médica
Hospital Geral da Santa Casa de Misericórdia do Rio de Janeiro

 

Processo Primário e Processo Secundário
 

Definição
Principios reguladores do funcionamento mental, correspondem aos dois modos de funcionamento da mente, cada um com suas peculiaridades.

Histórico
O estudo sobre a formação dos sintomas neuróticos e dos sonhos levou Freud a construir um modelo sobre a mente baseado em sistemas que funcionam em diferentes registros, cada um com suas peculiaridades.
Este tema foi primeiramente desenvolvido no capítulo VII do seu livro A Interpretação dos Sonhos (Edição Standard da Obra Psicológica Completa de Sigmund Freud, vol. V; Ed. Imago, R.J.) e no artigo Formulações Sobre os Dois Princípios do Funcionamento Mental (idem, vol. XII).
Os termos “primário” e “secundário” foram utilizados por Freud para dar uma conotação genética e temporal ao desenvolvimento deles. Assim, o processo primário de pensar é inato, enquanto que o processo secundário de pensar é contruído a partir da diferenciação do aparelho mental no processo de ontogênese.
Ambos funcionam concomitantemente, não são oponentes, embora possam existir problemas na interação entre eles. O processo primário está em ação o tempo inteiro, enquanto que o processo secundário não funciona em determinadas situações. O acesso à consciência é restrito ao processo secundário de pensar, embora aconteçam situações nas quais o processo primário de pensar invade diretamente a consciência. Estas são situações sempre ameaçadoras para a integridade do ego.
O processo secundário de pensar costuma assumir o comando a partir do final da adolescência.

Características
Processo primário de pensar: rege o funcionamento do inconsciente; é uma  linguagem predominantemente imagística criada através dos mecanismos de deslocamento (passagem da importância de uma representação para outra, menos importante, mas ligada à primeira pelo processo associativo) e condensação (uma representação representa várias outras a ela ligadas na cadeia associativa) das representações. Sua tendência é investir as representações ligadas às experiências de satisfação (desejo). A experiência mental transmitida por ele é a de realização do seu conteúdo. É governado pelo princípio do prazer-desprazer. São exempos: sonhos, fantasias, devaneios, lapsos, atos falhos.
Processo secundário de pensar: rege o funcionamento do pré-consciente e do consciente; é uma linguagem predominantemente verbal regida pelos processos lógicos (sem contradições, situada no tempo e no espaço e seguindo o principio de identidade). É governado pelo princípio de realidade.

retorna